Papo de consultório: Fotoenvelhecimento

Gente, outro dia estava num hotel em SP e, antes de ir tomar banho, dei uma bela olhada no meu rosto com aqueles espelhos que aumentam, sabe? Quase caí pra trás de desespero! À beira dos 30 anos eu estou, de fato, ficando velha!

Sim, velha. Vi pela primeira vez e com um zoom considerável as marcas de expressão já profundamente instaladas na minha testa – que eu vivo franzindo por ser míope. Elas não se desfazem quando relaxo a expressão. A mesma coisa quando afrouxo um sorriso com o meu bigode chinês… e os meus pés de galinha… e as minha mãos…

Foi nessa hora desesperadora que passou um filme de todos os anos em que tomei sol sem proteção, ignorando que um dia o tempo passaria para mim também. Foi olhando para as minhas mãos ressecadas contrastando com lindas unhas recém feitas que vi os estragos de ignorar o bom hidratante e também o bom protetor para proteger a parte do meu corpo que mais produz (além do cérebro, claro) e que mais fica exposta à luz do escritório.

E foi vendo a  foto deste caminhoneiro, que passou 28 anos tomando sol de um lado só do rosto, que cri na chocante realidade do que o sol pode fazer com a nossa pele ao longo dos anos:

O antes e o depois no mesmo dia, ao mesmo tempo

De acordo com os médicos  Jennifer Gordon e Joaquin C. Brieva, “Os raios UVA foram transmitidos através do vidro da janela, penetrando a epiderme e as camadas superiores da derme”. A exposição crônica a esses raios pode resultar no espessamento da epiderme, do estrato córneo e na destruição das fibras elásticas.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, entre 1950 e 2025, a população brasileira acima de 60 anos crescerá 16 vezes, enquanto a população geral sofrerá aumento de cinco vezes. O aumento da expectativa de vida, uma realidade também nos países em desenvolvimento, tem estimulado o estudo do processo de envelhecimento. A pele expressa de forma visível a ação do tempo e por ele é transformada. Trata-se, então, do envelhecimento intrínseco ou cronológico. No entanto, há, ainda, o envelhecimento extrínseco ou fotoenvelhecimento, decorrente da exposição a fatores ambientais, fundamental no resultado final do processo.

Trata-se de processo cumulativo que depende do grau de exposição solar e da pigmentação cutânea. A pele envelhecida pelo sol apresenta-se amarelada, com pigmentação irregular, enrugada, com vasinhos estourados e lesões pré-malignas.

As alterações das células provocadas pelo fotoenvelhecimento são inúmeras. Na epiderme, notam-se o estreitamento da camada espinhosa e o achatamento da junção dermoepidérmica. Os queratinócitos (que produzem queratina) envelhecidos, por sua vez, tornam-se resistentes à morte celular natural, ficando susceptíveis às mutações no DNA, processo implicado no nascimento do câncer. O número de melanócitos também se reduz, alterando-se a densidade melanocítica. Isso favorece o surgimento de sardas, manchas brancas e manchas marrons. As células de Langerhans, responsáveis pela imunidade,  também decrescem em número com a idade, resultando em perda da capacidade antigênica.

O efeito solar imediato sobre a pele é a hiperpigmentação cutânea com atraso na formação de nova melanina, o qual é efeito reversível. A exposição solar prolongada e recorrente implica alterações definitivas na quantidade e distribuição de melanina na pele. A deposição de material amorfo (sem forma, e sem função) na derme papilar, no lugar de tecido conectivo, é o principal elemento na diferenciação de envelhecimento cronológico e fotoenvelhecimento.

Cada tipo de onda atua de modo específico. A UVA age indiretamente através da geração de ROS que atuam na ativação de fatores envolvidos na transcrição do DNA. Esse processo resulta em mutações no DNA mitocondrial.

A UVB, por sua vez, também gera espécies de ROS, porém sua principal ação é a indução direta de dano ao DNA.28 Os UVB são absorvidos pelo DNA e provocam sua mutação. Essa interação cria fotoprodutos diméricos como pirimidinas, que podem estar relacionadas a lesões cutâneas pré-malignas, porém sem elucidação de relevância com outras manifestações do fotoenvelhecimento.

Além de estar relacionada à degradação de colágeno, a radiação também contribui na redução de sua síntese. A formação de colágeno na pele é reduzida pelo efeito do dano solar. O colágeno alterado, por si, reduz a síntese no colágeno novo. A pouca adesão dos fibroblastos ao colágeno alterado também diminui a neocolagênese.  Nesse cenário, fica evidente a resposta molecular à agressão solar.

É tamanha a importância da exposição ultravioleta na degradação da pele, que, segundo estudos, o uso tópico de filtro solar fator 15 (FPS) em ratos antes da exposição ao sol reduz a ativação de elastina (um indicador de dano solar) em 70% dos casos, além de prevenir mutações do gene que codifica a proteína p53, que contribui para o desenvolvimento de câncer de pele.

Então, meninos e meninas, de TODAS AS IDADES, POR FAVOR, ABUSEM DO PROTETOR SOLAR!!!

Isso era papo de tia véia nos anos 70 e 80. Hoje em dia é necessidade e, mais do que um caso puramente estético, é uma questão de saúde!

Mais pra frente vamos falar um tiquinho de como reverter os danos causados pelo sol na nossa pele!

Beijo de uma jovem senhora horrorizada!

Anúncios

Uma resposta em “Papo de consultório: Fotoenvelhecimento

  1. Afe, eu enquanto branquela, passo protetor solar todos os dias desde os 17, 18 anos…e como eu nunca pude tomar muito sol por conta das enxaquecas, não senti tanto esse efeito. Mas aí que eu tomo pilula e as manchas chegaram. Ou seja, não tenho muitas marcas de expressão, mas tenho manchinhas pra me envelhecer. Alguma dica pra esse caso?

Deixe um bocadinho de você...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s